UBV finalmente começa a funcionar em São pedro da Aldeia contra a dengue. Secretária diz que moradores não precisam solicitar o serviço.

UBVs começam a funcionar em São pedro da Aldeia na luta contra a epidemia de dengue
São pedro da Aldeia, uma das cidades do estado do Rio de Janeiro que vivem estado de epidemia de dengue segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde, finalmente começou a receber os UBVs, Ultras Baixo Volume, anunciadas em 15 de março para combater o mosquito.

A UBV é utilizada para controlar a proliferação do mosquito AedesAegypti, esse método está sendo utilizado por ser mais eficaz, menos poluente, menos tóxico e não agredir o meio ambiente. A UBV está a serviço das 5h ás 9h e das 17h às 21h, diariamente nos bairros aldeenses, a Ultra não pode ser utilizada somente em dias de chuva e muito vento.

Segundo a Secretária Municipal de Saúde, Analice Martins, os UBVs irão funcionar de domingo a domingo nos bairros da cidade. "O governo do Estado nos cedeu o carro para que toda cidade seja atendida com a ação da UBV. Os moradores não precisam solicitar a presença, vamos passar por todos os bairros”, afirmou a secretária.

Segundo o supervisor do Programa de Dengue, Valdinei de Oliveira Silva, existe um ciclo de UBV para ser cumprido.

“Para que a ação tenha efeito, precisamos cumprir o ciclo de UBV, que consiste em passar pelo local quatro vezes por mês, uma por semana. O município não está tendo nenhum gasto, já que a secretaria estadual de saúde cedeu o aparelho, o combustível e o inseticida utilizado. Diariamente preenchemos um formulário explicativo, com a quilometragem rodada e os bairros percorridos, afirmou”.

Diferença entre o UBV e o fumacê
As UBVs trabalham com solvência de água, o que não traz tanta fumaça e é mais é eficaz. Já no fumacê, o inseticida é dissolvido em óleo. Por orientação do Ministério da Saúde, o sistema está proibido de ser utilizado no Rio de Janeiro, pois além de tóxico, não mata o mosquito transmissor, que já desenvolveu tolerância ao veneno.

Créditos ao Diário Aldeense

Postar um comentário

0 Comentários