I Encontro de Escritores da Região dos Lagos acontece em São Pedro da Aldeia e terá homenagem a dois ilustres aldeenses

Casa de Cultura Gabriel Joaquim dos Santos

I Encontro de Escritores da Região dos Lagos acontecerá nesta quinta-feira (08/11), às 16h, na Casa de Cultura Gabriel Joaquim dos Santos, no centro de São Pedro da Aldeia. No evento inédito escritores irão conversar com o público sobre suas obras, o processo de criação, os personagens de seus livros e referências literárias, entre outros temas.

O Encontro fará uma homenagem uma homenagem aos aldeenses autores dos hinos de São Pedro da Aldeia, Vitorino Carriço, que também compôs o hino do município de Cabo Frio e Arraial do Cabo, e Cordelino Teixeira Paulo, que mesmo cego de nascença marcou forte presença nas artes.

Na programação, após a abertura e apresentação dos escritores participantes, haverá mediação de leitura, contação de história a partir da obra “A moça tecelã”, de Marina Colassanti, bate-papo literário sobre o livro na era digital, performance literária e, ao final, microfone aberto.

Você também pode conferir a letra e a melodia dos hinos oficiais de São Pedro da Aldeia em nossa página Hinos, logos e bandeiras, aqui no Diário Aldeense.

A Casa da Cultura Gabriel Joaquim dos Santos está localizada na Rua Francisco Coelho Pereira, nº 255, no centro da cidade, ao lado da Guarda Municipal.

Vitorrino Carriço
Nasceu em São Pedro da Aldeia em 1912 e bem cedo mudou-se para Arraial do Cabo. Ocupou o cargo de primeiro gerente de banco e subdelegado cabista. Após, mudou-se novamente para Cabo Frio onde assumiu cargos políticos. Filho de um cantor de trovas e modinhas, Victorino Carriço também se dedicou à composição de hinos. Entre os 14 de sua autoria, fazem parte os de Arraial do Cabo, São Pedro da Aldeia e Cabo Frio.

É autor de 3 livros publicados:  Mar e Amar, Vidas Mortas e Se Voltares. O poeta pertenceu a 34 associações culturais, algumas no exterior, como Itália, Argentina, Uruguai, França, Espanha, República Dominicana e México. Sua antiga residência em Arraial do Cabo foi transformada em espaço cultural, a Casa da Poesia.

Cordelino Teixeira Paulo
José Teixeira Paulo e Francisca dias Pereira Teixeira, o professor Cordelino Teixeira Paulo, nasceu em 19 de abril de 1916 em São Pedro da Aldeia. Ser cego de nascença não o impediu de ter uma vida brilhante nas artes e aos 14 anos foi para o Instituto Benjamim Constante, no Rio de Janeiro, onde aprendeu em poucos dias o alfabeto Braile, iniciando-se no então curso Ginasial. Considerado um bom aluno, o futuro professor recebia mensalmente da imprensa Braile livros, que estudava com toda dedicação e afinco. Nas horas vagas lecionava em sua própria casa. Foi um dos fundadores do Ginásio da Campanha, que passou a ser o Ginásio Cenecista Almirante Barroso, hoje Colégio Cenecista Almirante Barroso.

O professor Cordelino era tido como ótimo orador e por isso era sempre convidado para falar em qualquer comemoração. Criada a academia de letras de Cabo Frio, convidaram-no para ser um de seus membros, ocupou a cadeira nº 3. Faleceu em 28 junho de 1979. Cordelino também foi autor de várias poesias, hinos sacros, deixou aos aldeenses o 1º hino oficial da cidade, e aos leitores o livro “Os cegos e a sociedade”.

Em São Pedro da Aldeia, seu nome está hoje homenageado em várias instituições: CIEP 146, Professor Cordelino Teixeira Paulo; CES- Centro de Estudos Supletivos, Professor Cordelino Teixeira Paulo; a Biblioteca Municipal- Professor Cordelino Teixeira Paulo. Também é homenageado em outras cidades.

Créditos ao Diário Aldeense


Postar um comentário

0 Comentários