Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia receberá combatentes do Líbano

AH-11A Super Lynx da Marinha do Brasil
A Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia, a única do seu gênero em todo o país, receberá neste sábado (31/08), às 8h, o retorno do Destacamento Aéreo Embarcado (DAE) do 1°Esquadrão de Helicópteros de Esclarecimento e Ataque (HA-1) da Marinha do Brasil que esteve em missão por mais de 8 meses na Costa do Líbano.

No total, 14 militares embarcados na Fragata Constituição integraram o 3º contingente brasileiro na Força Interina das Nações Unidas no Líbano (UNIFIL) com a aeronave AH-11A Super Lynx, iniciando seu regresso ao Brasil no dia 2 de Agosto.

Esta foi a 3ª vez que um helicóptero da Marinha do Brasil participa da missão da ONU. A aeronave, embarcada na Fragata “Constituição” e armada com torpedos, mísseis e metralhadoras, contribuiu expressivamente para o sucesso da missão brasileira. Com cerca de 130 horas voadas a aeronave AH-11A Super Lynx retorna ao HA-1 tendo contribuído, sobremaneira, para elevar o nome do Brasil no Cenário Internacional.

UNIFIL
Fragata União, da Marinha do Brasil,
principal navio na frota da ONU no Líbano
A Força Interina das Nações Unidas no Líbano (Unifil) conta com 12 mil militares de 37 países. Foi criada pelo Conselho de Segurança da ONU, em 1978, para, originalmente, monitorar a retirada de tropas israelenses do Líbano e ajudar os libaneses a restaurar o governo local.

Em 2006, com a deflagração de novo conflito entre Líbano e Israel, o Conselho de Segurança da ONU decidiu reforçar a Unifil e adicionou ao mandato original da Força Interina o objetivo de monitorar a cessação das hostilidades, acompanhar a atividade das tropas libanesas no sul do país e promover missões de assistência humanitária.

Em novembro passado, o Brasil já havia enviado ao Líbano a fragata União. A embarcação brasileira é o principal navio de uma frota que conta com navios de vários países.

Créditos ao Diário Aldeense

Postar um comentário

0 Comentários