Defesa Civil e Serviço Geológico do Estado fazem vistoria em áreas de risco de São Pedro da Aldeia

Técnicos do Serviço Geológico do Estado (DRM- Departamento de Recursos Minerais) e a Defesa Civil Municipal vão vistoriar pontos geológicos que ofereçam riscos de escorregamento de massa em São Pedro da Aldeia. A avaliação dos locais será feita durante toda a semana, com o objetivo de evitar deslizamentos de encostas. O levantamento geológico que será efetuado na cidade foi apresentado na manhã desta segunda-feira (01), no auditório da Guarda Municipal. O coordenador geral da Defesa Civil, Wilson Dantas, o representante da Cruz Vermelha, André Luiz e a equipe do Serviço Geológico do Estado acompanharam a apresentação.

De acordo com, Wilson Dantas, o trabalho de prevenção já foi iniciado pela Defesa Civil do município.

“Nós já demarcamos algumas áreas e fizemos vistorias em alguns pontos que possam oferecer riscos em São Pedro da Aldeia. Vamos passar essas informações aos técnicos, para auxiliar no trabalho”, afirmou o coordenador.

Até a próxima sexta-feira (05), os locais que ofereçam situação de perdas e danos aos moradores aldeenses serão pontuados, para a construção da carta de riscos eminentes. Após a análise, o produto final, composto de mapas, fotos aéreas e fichários de características geológicas, será entregue à prefeitura e a Defesa Civil municipal e estadual.

Segundo o representante do Serviço Geológico do Estado, Fernando Davi, esse levantamento está sendo feito em todo o Estado do Rio de Janeiro e é importante que os locais de riscos sejam apontados por responsáveis que conheçam as áreas.

“Nesse período em que ficaremos em São Pedro da Aldeia, é importante que possamos fazer essa ação em conjunto com a Defesa Civil, para que nos mostrem os pontos que precisam ser marcados no mapa de riscos. Iniciamos nossa ação por regiões que estavam em situações críticas no Estado, cerca de um mês após as ações, entregaremos o relatório final, para que haja a prevenção dos deslizamentos”, disse Fernando.

Créditos à ascom PMSPA

Postar um comentário

0 Comentários