Pronto Socorro de São Pedro da Aldeia passa por reformas com previsão de término ainda este mês


Pronto Socorro Municipal passa por reparos e ampliação. Previsão de término das obras é de 15 dias
foto: Pierre Sampaio
O Pronto Socorro Municipal de São Pedro da Aldeia passa por reformas que visão oferecer mais comodidade e eficiência no funcionamento da unidade que andava mal da saúde há um bom e longo tempo. Estão sendo realizados consertos elétricos e hidráulicos, além de compra e manutenção de equipamentos hospitalares e climatização em todos os ambientes da unidade, incluindo os três consultórios, duas enfermarias, quarto de repouso da enfermagem, sala de trauma, odontologia 24h e recepção. A cozinha e o refeitório serão ampliados. A previsão de término é de 15 dias.
Foto: Pierre Sampaio

A Secretaria de Saúde informa que os atendimentos não foram interrompidos e que somente a os trabalhos realizados na cozinha estão cessados, mas as refeições continuam a ser feitas com a utilização da cozinha do CAPS municipal que fica 10 metros distante do Pronto Socorro.

Segundo a Subsecretária de Saúde, Isaura Maria Silva,  assim que a reforma da cozinha for concluída, novos equipamentos serão instalados. “Já está em andamento o processo para a compra de geladeira, freezer, fogão industrial, entre outros aparelhos. Além disso, também haverá troca de toda a rede elétrica e hidráulica da cozinha e criação de uma área para dispensa" - disse Isaura.

Foto: Pierre Sampaio
Cerca de dez macas e dez aparelhos de pressão arterial serão comprados e todo o equipamento hospitalar, entre eles ultrassom, macas, eletrocardiograma, monitor cardíaco e aparelhos de fisioterapia e esterelização, passou por manutenção geral. Novas metas para o Pronto Socorro da cidade também foram anunciadas, como a ampliação do laboratório, criação de uma área para recreação infantil e sinalização das salas de atendimento.

A fim de esclarecimento, a prefeitura informa que a unidade tem um sistema de vigilância 24h, composto por 16 câmeras de monitoramento instaladas no entorno e interior do local. Na unidade trabalham diariamente três médicos plantonistas e a prioridade de atendimento é segundo a classificação de risco.

Créditos ao Diário Aldeense

Postar um comentário

0 Comentários