VANTs devem vir para Base Aérea de São Pedro da Aldeia visando a Copa das Confederações

Aeronaves sem tripulação devem vir para São Pedro da Aldeia e para Brasília auxiliar na segurança da Copa das Confederações.
O governo brasileiro, através da Força Aérea Brasileira (FAB) e da Polícia Federal (PF), deve utilizar os VANTs (Veículos Aéreos Não Tripulados) para aumentar a segurança na Copa das Confederações. Eles, se autorizados o uso, serão utilizados nas partidas de abertura no Distrito Federal e de encerramento no Rio de Janeiro.

Os aviões vão para a Base da Marinha, em São Pedro da Aldeia, e outra parte para Brasília. No caso específico da capital fluminense, as aeronaves poderiam servir para o acompanhamento de autoridades e o espaço aéreo no local. Atualmente os VANTs estão na base montada em São Miguel do Iguaçu (PR), na tríplice fronteira do Brasil com a Argentina e o Paraguai, e foram usadas na Operação Ágata 7, iniciada no dia 18. O ministro da Defesa, Celso Amorim, deve tomar a decisão de usá-los na Copa das Confederações nos próximos dias.

Ágata 7

A Operação Ágata 7 foi realizada pelas 3 forças armadas brasileiras nos 16.886 quilômetros de fronteira do Brasil com dez países sul-americano e é parte integrante do Plano Estratégico de Fronteiras (PEF), lançado pela presidenta Dilma Rousseff em junho de 2011.

Entorpecentes

Os Vants auxiliaram na localização de 3,5 toneladas de maconha nesta região da fronteira Sul. A droga apreendida pelas forças militares e policiais já vinha sendo monitorada a partir do levantamento de informações de inteligência. O repasse dos pontos principais de localização do entorpecente permitiu o planejamento da ação. Posteriormente, as câmeras desses aviões registraram as embarcações transitando pelo Lago de Itaipu. Em terra, a PF foi mobilizada até o local onde o barco estava atracado.

Os detalhes da operação foram revelados pelo comandante do Esquadrão Horus, tenente-coronel Donald Gramkow, sediado em Santa Maria (RS), e pelo chefe da Divisão de Inteligência da PF, Wellington Soares, na visita do ministro Amorim e de militares e civis à base dos Vants montada em São Miguel do Iguaçu para a Operação Ágata. Essa foi a primeira ação integrada da FAB e da PF, cujo resultado levou à decisão de as forças manterem o projeto em curso.

Créditos ao Diário Aldeense

Postar um comentário

0 Comentários