Fiéis lotam ruas para confeccionar tapetes de sal em São Pedro da Aldeia

Foto: Heitor Moreira
As principais ruas no Centro da cidade de São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro, ficaram cheias de fiéis, que desde as 8h da manhã, confeccionavam tapetes lembrando a tradição no dia de Corpus Christi. Uma tonelada de sal, segundo a prefeitura, foi distribuída para 110 tapetes.

Weliton Souza, é morador da cidade há mais de 15 anos e sempre que pode ajuda na arrumação do tapete. Ele disse que é importante participar da data para fortalecer a fé. '' É muito bom se reunir com os amigos da igreja e fazer os tapetes. Todo o ano eu estou aqui ajudando. Faz bem para aumentar e fortalecer a nossa fé. Mais tarde, vou participar da missa e da procissão. Vale a pena gastar umas horinhas para Deus'', disse o escrevente de cartório.

Escolas da rede municipal, pastorais da igreja, artistas plásticos e empresários da cidade participam da confecção. Os tapetes ficarão expostos até às 17h, quando acontecerá a procissão. Três temas foram usados: O ano da fé, a Jornada Mundial da Juventude e 50 anos do Concílio Vaticano II. O pároco da Igreja Matriz de São Pedro, padre Helcimar Sardinha, acompanhou os trabalhos dos fiéis desde cedo. Ao G1, disse que é importante para igreja o dia e que com o tempo a tradição se uniu com a união da igreja. ''Na Idade Média a procissão acontecia sem os tapetes. Com o passar do tempo, fiéis começaram a ornamentar as ruas por onde o Corpo de Cristo iria passar, até chegar na montagem dos tapetes que são feitos até hoje. A data é muito importante para a Igreja Católica.'', declarou o padre.

Tapete com a face de Cristo é o primeiro da sequência de tapetes confeccionados na cidade este ano. Foto: Heitor Moreira

Um dos ministérios de música da paróquia da cidade também estava com a mão na massa desde cedo. O Ministério Kairós, que canta nas missas realizadas na igreja, também participa da confecção há bastante tempo. ''Estamos aqui desde cedo fazendo nosso tapete. Aos domingos manifestamos nosso amor por Deus através da música, hoje estamos aqui para preparar este tapete, e assim, também manifestar nosso amor por Ele'', disse Glaucio Soares, guitarrista e vocalista do ministério.

Tradição dos tapetes
A festa de Corpus Christi passou a integrar o calendário religioso no Brasil em 1961, quando uma pequena procissão saiu da Igreja de madeira de Santo Antônio e seguiu até a Igrejinha de Nossa Senhora de Fátima, em Brasília. A tradição de enfeitar as ruas surgiu em Ouro Preto, cidade histórica do interior de Minas Gerais. A celebração de Corpus Christi consta de uma missa, procissão e adoração ao Santíssimo Sacramento. A confecção de tapetes de rua é uma manifestação de arte popular que tem como origem a comemoração do Corpus Christi.

Créditos ao G1

Postar um comentário

0 Comentários